AS DEMANDAS DO SENHOR

AS DEMANDAS DO SENHOR

 Pai nosso… Mateus 6.9,10

 

Na oração do Pai Nosso podemos entender o correto relacionamento entre Deus e o homem, entre o céu e a terra, entre o religioso e o politicamente correto, de forma que, assim se mantém nessa oração, uma só unidade de pensamentos.

A primeira parte dela diz respeito à ‘causa de Deus’: o Deus Pai, a santificação do seu Nome, o seu reino e a sua vontade santa.

A segunda parte da oração diz respeito à ‘causa do homem’: o pão necessário, o perdão indispensável, a tentação sempre presente e o mal, continuamente ameaçador…

Essas duas partes estão, solidamente presentes na mesma oração que Jesus ensinou; isso nos mostra que o Senhor se interessa pelas coisas que são d’Ele, mas, também, pelas coisas que são próprias do nosso dia a dia. Da mesma forma, espera-se que o homem leve em consideração, não só seus próprios interesses pessoais, como o pão de cada dia, mas, as coisas que são de Deus, como o seu nome.

Esses temas que Jesus uniu em uma mesma oração, ou seja, o que diz respeito ao Pai Nosso e o que aborda nossas necessidades, não deveriam ser separados, como ‘santo e secular’. Não nos esqueçamos de Deus, por causa da nossa pequenez, nem desconsiderarmos as limitações de nosso mundo, frente à grandeza de Deus.

A oração de Jesus nos ensina a tratarmos de todos os nossos relacionamentos: com o Deus Criador, com a sua criação, com as outras pessoas e com nossos corações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ 83 = 92