PAI NOSSO, QUE ESTÁS NOS CÉUS

“Ele então lhes falou: Quando orardes, dizei: Pai, santificado seja o teu nome; venha o teu reino…” Lucas 11.2

Num mundo onde mais e mais vemos crianças abandonadas e famílias se desfazendo, parece difícil compreendermos a Deus como Pai amoroso e compassivo, e que jamais nos abandona. Mesmo no tempo de Jesus, a ideia de um Deus a quem se podia chamar de Pai, Abba, era praticamente desconhecida. Ele mesmo fora advertido por referir-se a Deus como pai (Jo 5:36). Porém, mais que pai, ele é Abba (Mc 14:36), nos disse Jesus.

Era assim que o Cristo experimentava Deus: um pai querido e cheio de amor. E é dessa forma que ele quer que O vejamos também. Sem essa compreensão, é quase impossível entendermos o significado da expressão: “Pai nosso, que estás nos céus”.

Nem sempre nos sentimos íntimos de Deus. Quantas vezes nos dirigimos a  Deus como se ele fosse um burocrata, a quem encaminhamos as nossas súplicas, pedidos ou agradecimentos e ficamos esperando ser atendidos em tempo hábil. Nos agarramos a um Deus que é muito mais a imagem e semelhança nossa, do que o Todo-Poderoso, El Shadday, criador dos Céus e da Terra. Há em nossos dias determinadas correntes teológicas, e com grande espaço na mídia, que colocam Deus a nosso serviço, nos levando a esquecer que o processo é exatamente o contrário: aqui estamos para servir a Deus e adorá-lo em todo tempo e lugar.

Quando dizemos “Pai nosso”, é fundamental que esta invocação seja dirigida Àquele que, de fato, é nosso Abba, nosso Paínho muito querido e amado, de quem somos íntimos, ou pelo menos devemos ser. Ele nos conhece muito antes de termos nascido e nos escolheu como filhos amados quando ainda estávamos no ventre materno. Mas jamais alcançaremos esta intimidade sem a mediação de Jesus Cristo, seu filho e senhor nosso.

De modo que, em Cristo, a paternidade de Deus se estende a todos. Somos, Senhor, o seu povo! Um povo santo e pecador. Mais pecador do que santo. Mas, somos seus filhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enter Captcha Here : *

Reload Image